Casos de Sucesso: Iluminação

Shopping Oiapoque

Redução de Demanda (kW)

HP: 0      HFP: 0

Redução de Energia (kWh)

HP: 0      HFP: 2.197.800

Economia R$ 1.527.620,81

Casos de Sucesso: Ar Condicionado

Hospital Felício Rocho

Redução de Demanda (kW)

HP: 52      HFP: 59

Redução de Energia (kWh)

HP: 162.615      HFP: 1.167.688

Economia R$ 859.818,05

Casos de Sucesso: Iluminação

Hospital Felício Rocho

Redução de Demanda (kW)

HP: 54      HFP: 80

Redução de Energia (kWh)

HP: 270.067      HFP: 2.251.811

Economia R$ 1.501.123,48

Casos de Sucesso: Iluminação

AeC Contact Center

Redução de Demanda (kW)

HP: 13      HFP: 13

Redução de Energia (kWh)

HP: 64.831      HFP: 884.268

Economia R$ 439.309,46

Usina solar do sul de Minas trará retorno de R$140 mil em um ano

A primeira usina solar do sul de Minas Gerais vai beneficiar diretamente indústrias, além do além do comércio têxtil local.

A primeira usina solar do sul de Minas Gerais, entre Ouro Fino e Jacutinga, vai beneficiar diretamente indústrias, além do comércio têxtil local. Juntas, trinta empresas da região deixarão de gastar R$140 mil reais, por ano, em suas contas de energia elétrica sem desembolsar um centavo com a implementação do sistema. Isso é possível graças ao conceito de usinas solares, modelo de autoconsumo remoto ou fornecimento compartilhado de energia solar que, neste caso, contará com o financiamento do consórcio Solution Energia / Ecogen e sua parceira WEG. O projeto será implementado até o fim de dezembro.

As empresas beneficiadas pelo programa alugam uma fração ideal da usina, que produz créditos de energia. Para realizar a implementação desse sistema não é necessário nenhum tipo de alteração nas instalações das unidades consumidoras que recebem os créditos de energia. Esse formato é uma alternativa atrativa para os consumidores que não possuem capital para investimento próprio, não têm disponível linhas de crédito ou preferem usar seu dinheiro reinvestindo no próprio core business e, não em infraestrutura básica. Três entre os principais gargalos que atrasam o desenvolvimento do setor de energia no Brasil, explica Marco Aurélio, diretor técnico da Solution Energia.

A redução de custo, que pode chegar até 90% do valor da conta de luz, é um dos principais gatilhos para a adesão à alternativa solar. A tarifa da energia solar é bem menor que a paga pelo consumo de energia convencional. Adicionalmente, cobranças extras das distribuidoras, apresentadas aos consumidores como bandeiras tarifárias amarela e vermelha, ampliam o potencial de economia do sistema. Outra revelante vantagem é o ganho ambiental. Energia solar é renovável e 100% livre de emissão de carbono.

A capacidade de fornecimento da usina de Jacutinga será de 1.500.000 KWh (quilowatt-hora) / ano. Segundo Adalberto Popovici, diretor de negócios da Solution, esse volume é suficiente para garantir o fornecimento de energia para 625 famílias ao longo do mesmo período, considerando o consumo médio de residências brasileiras com até quatro moradores, de acordo com a EPE (Empresa de Pesquisa de Energética).

Rio de Janeiro, regiões atendidas pelas distribuidoras Ampla e Light, Coelba, na Bahia, além de Coelce, no Ceará, serão as próximas cidades beneficiadas pelo programa da Solution. Todas as usinas estarão prontas até o fim do primeiro semestre de 2018, afirma Popovici.

Fonte: O Debate