Casos de Sucesso: Ar Condicionado

Hospital Felício Rocho

Redução de Demanda (kW)

HP: 52      HFP: 59

Redução de Energia (kWh)

HP: 162.783      HFP: 1.168.899

Economia R$ 860.709,52

Casos de Sucesso: Iluminação

Hospital Felício Rocho

Redução de Demanda (kW)

HP: 54      HFP: 80

Redução de Energia (kWh)

HP: 270.288      HFP: 2.253.651

Economia R$ 1.502.350,39

Casos de Sucesso: Iluminação

AeC Contact Center

Redução de Demanda (kW)

HP: 13      HFP: 13

Redução de Energia (kWh)

HP: 64.890      HFP: 885.060

Economia R$ 439.702,93

Casos de Sucesso: Iluminação

Shopping Oiapoque

Redução de Demanda (kW)

HP: 0      HFP: 0

Redução de Energia (kWh)

HP: 0      HFP: 2.199.000

Economia R$ 1.528.454,89

Uma lâmpada para toda vida

Nova tecnologia de lâmpadas LED ultrapassa toda a sua imaginação!

Existem muitas lâmpadas LED no mercado sendo comercializadas como se fossem o supra sumo desse produto. É preciso ficar atento, principalmente em tempos de crise energética, com a energia chegando a quase R$1,00 por kWh!

Aqui no Brasil mais de 250 fornecedores estão disputando palmo a palmo esse lucrativo mercado. Empresas que há alguns anos simplesmente não existiam hoje têm seus nomes estampados em camisas de futebol, bancos de praças e até em uma famosa exposição anual de arquitetura e decoração.

Por outro lado, bons exemplos têm aparecido e testes de desempenho, realizados em laboratórios oficiais, certificam a qualidade desses produtos. Um deles é uma lâmpada com base E-27, com apenas 10 W e que pode ser utilizada como substituição a uma lâmpada incandescente de 60 W. Essa lâmpada ganhou em 2011 o "L Prize" organizado pelo Departamento de Energia dos Estados Unidos (semelhante ao Ministério das Minas Energia).

Logo após o anúncio desse prêmio, 200 unidades desse produto foram encaminhadas para um teste de desempenho e de manutenção de fluxo luminoso. Com as lâmpadas operando de forma contínua e a uma temperatura de 45 ºC, o fluxo luminoso e a cromaticidade das amostras foram medidas continuamente.

Até as 20.000 horas de funcionamento (o que ocorreu em meados de 2013) não houve sequer um lúmem de depreciação do fluxo luminoso.

Atualmente, 31 unidades permanecem sob teste, com mais de 40.000 horas de ensaio. O mais extraordinário é que nenhuma lâmpada se queimou.

Registrou-se uma diminuição do fluxo luminoso de menos de 5 % do valor inicial! A variação cromática foi praticamente imperceptível pelo olho humano. Ou seja, a luz emitida pela lâmpada hoje é igual a luz emitida por ela a quatro anos atrás.

Nessa taxa de depreciação do fluxo luminoso, a vida mediana calculada de acordo com a metodologia prevista pela Illuminating Engineering Society, em seu documento "Projecting Long Term Lumen Maintenance of LED Light Sources – IES TM-21-11" seria de 194.000 horas!

Ou seja, se você utilizasse essa lâmpada 3 horas por dia ela vai durar impressionante 177 anos!

Fonte: Eng. João Gabriel Pereira de Almeida – CEILUX

Fonte: O Debate – Portal de Noticias