Casos de Sucesso: Ar Condicionado

Hospital Felício Rocho

Redução de Demanda (kW)

HP: 52      HFP: 59

Redução de Energia (kWh)

HP: 179.138      HFP: 1.286.333

Economia R$ 812.903,22

Casos de Sucesso: Iluminação

AeC Contact Center

Redução de Demanda (kW)

HP: 13      HFP: 13

Redução de Energia (kWh)

HP: 70.522      HFP: 961.884

Economia R$ 552.735,05

Casos de Sucesso: Iluminação

Hospital Felício Rocho

Redução de Demanda (kW)

HP: 54      HFP: 80

Redução de Energia (kWh)

HP: 291.699      HFP: 2.432.177

Economia R$ 1.396.924,92

Casos de Sucesso: Iluminação

Shopping Oiapoque

Redução de Demanda (kW)

HP: 0      HFP: 0

Redução de Energia (kWh)

HP: 0      HFP: 2.315.400

Economia R$ 1.890.727,53

Petrobras vende participação na Guarani

A operação foi concluída com o pagamento de US$ 202,75 milhões pela Tereos Participations.

A transação faz parte do programa de parcerias e desinvestimentos que totalizou US$ 13,6 bilhões no biênio 2015-2016. A venda está alinhada ao Plano Estratégico da companhia, que prevê a otimização do portfólio de negócios, com a saída integral das atividades de produção de biocombustíveis.

A Petrobras detinha 45,97% do capital da Guarani, que é uma das empresas líderes do mercado brasileiro de açúcar e etanol. A empresa detém oito unidades industriais, sendo sete no Brasil, no estado de São Paulo (usinas Andrade, Cruz Alta, São José, Severínia, Mandu, Tanabi e Vertente, esta última com controle compartilhado com o Grupo Humus, que detém 50%), e uma na África, em Moçambique (usina Sena).

A Tereos é a terceira maior produtora de açúcar no mundo e passa a deter o capital total da Guarani. O grupo é especializado na transformação de matérias-primas em açúcar, etanol, álcool e amido, possuindo 42 unidades industriais na Europa, América do Sul, Oceano Índico, África e Ásia, com 24 mil colaboradores.

Fonte: O Debate – Portal de Noticias