Casos de Sucesso: Ar Condicionado

Hospital Felício Rocho

Redução de Demanda (kW)

HP: 52      HFP: 59

Redução de Energia (kWh)

HP: 162.615      HFP: 1.167.688

Economia R$ 859.818,05

Casos de Sucesso: Iluminação

Shopping Oiapoque

Redução de Demanda (kW)

HP: 0      HFP: 0

Redução de Energia (kWh)

HP: 0      HFP: 2.197.800

Economia R$ 1.527.620,81

Casos de Sucesso: Iluminação

Hospital Felício Rocho

Redução de Demanda (kW)

HP: 54      HFP: 80

Redução de Energia (kWh)

HP: 270.067      HFP: 2.251.811

Economia R$ 1.501.123,48

Casos de Sucesso: Iluminação

AeC Contact Center

Redução de Demanda (kW)

HP: 13      HFP: 13

Redução de Energia (kWh)

HP: 64.831      HFP: 884.268

Economia R$ 439.309,46

Lembretes para economizar na conta de luz

Com pequenas mudanças no cotidiano e utilizando produtos eficientes você reduz o consumo de energia

As temperaturas já começaram a cair em algumas regiões do país e é fato que os meses mais frios são propícios ao aumento no consumo de energia, com o uso constante de aquecedores e do chuveiro elétrico no modo “inverno”.

Mas economizar energia é uma questão de consciência. A melhor estratégia para garantir uma economia expressiva na conta de luz é aliar pequenas mudanças no cotidiano a produtos que oferecem eficiência energética.

Seguem as dicas da Tramontina:

1 – Adote cores claras na pintura do teto e das paredes internas, pois elas refletem melhor a luz, o que ajuda na iluminação dos ambientes. Da mesma forma, planeje a disposição dos móveis e o uso de cortinas leves. Com mais luz natural no ambiente diminui a necessidade de acionar as lâmpadas durante o dia;

2 – Como a iluminação é sempre necessária, procure trocar as lâmpadas incandescentes por lâmpadas de LED: a economia proporcionada pode chegar a 80%;

3 – No entanto, mesmo as lâmpadas econômicas perderão parte de seu efeito se as cúpulas das luminárias estiverem empoeiradas. Por isso, tenha o cuidado de manter luminárias, globos e arandelas sempre limpos;

4 – Os dispositivos de detecção de presença, minuterias, variadores de luminosidade, entre outros produtos, não requerem grande investimento e oferecem resultados significativos, além de praticidade e conforto. Dependendo dos hábitos de cada consumidor, os efeitos podem ser comprovados logo no mês seguinte ao início da utilização dos produtos;

5 – Antes de adquirir um novo equipamento ou eletrodoméstico confira se ele tem o Selo Procel, que atesta sua eficiência e baixo consumo de energia, compare e escolha aquele de menor consumo;

6 – Verifique as borrachas de vedação da geladeira e do forno colocando uma folha de papel entre a borracha e a porta. Se a folha ficar solta significa que a porta não está fechando de forma eficiente – e, como consequência, o eletrodoméstico consome mais energia (ou gás) para manter a temperatura;

7 – Programe a TV para desligar sozinha, principalmente se você tem o hábito de adormecer antes do programa terminar! O mesmo vale para o computador: programe-o para hibernar automaticamente após um tempo sem ser utilizado;

8 – Aparelhos em modo stand-by continuam consumindo energia. Portanto, tire-os da tomada se você sabe que ficará um longo período sem utilizá-los;

9 – E, por fim, um lembrete que você certamente ouve desde que era criança, mas que não custa relembrar: ao sair, apague as luzes!

Fonte: Via Pública Comunicação e Tramontina

Fonte: O Debate – Portal de Noticias