Casos de Sucesso: Iluminação

Hospital Felício Rocho

Redução de Demanda (kW)

HP: 54      HFP: 80

Redução de Energia (kWh)

HP: 269.957      HFP: 2.250.891

Economia R$ 1.500.510,02

Casos de Sucesso: Iluminação

Shopping Oiapoque

Redução de Demanda (kW)

HP: 0      HFP: 0

Redução de Energia (kWh)

HP: 0      HFP: 2.197.200

Economia R$ 1.527.203,77

Casos de Sucesso: Iluminação

AeC Contact Center

Redução de Demanda (kW)

HP: 13      HFP: 13

Redução de Energia (kWh)

HP: 64.802      HFP: 883.872

Economia R$ 439.112,73

Casos de Sucesso: Ar Condicionado

Hospital Felício Rocho

Redução de Demanda (kW)

HP: 52      HFP: 59

Redução de Energia (kWh)

HP: 162.530      HFP: 1.167.083

Economia R$ 859.372,32

Fábrica da LEGO na China terá 20 mil painéis solares

A instalação reduzirá a emissão de 4 mil toneladas de CO2 anualmente, e fornecerá 7% da eletricidade que será utilizada.

Os painéis serão instalados nos próximos meses e, quando estiverem em total operação, no verão de 2017, produzirão quase 6 gigawatts por ano – o equivalente ao uso de eletricidade de mais de 6.000 casas chinesas.

O investimento em painéis solares na China – que reforça os interesses da empresa em balancear seu consumo de energia renovável até 2020 – segue os aportes do Grupo em parques eólicos offshore nas costas da Alemanha e do Reino Unido nos últimos anos. Também vale reforçar a questão do compromisso em investir 1 bilhão de coroas dinamarquesas na busca de materiais plásticos alternativos mais sustentáveis aos materiais que a LEGO utiliza atualmente para fazer seus blocos de montar.

Ao longo dos últimos 3 anos, a quantidade de energia utilizada para fabricar um tijolo LEGO reduziu-se em 16%. O objetivo para ainda este ano é de uma redução adicional de 2,5%.

Os painéis são apenas um dos diversos recursos utilizados para reduzir o impacto ambiental. A fábrica de Jiaxing também contará com iluminação totalmente feita por LED, duas vezes o nível de isolamento necessário, painéis solares térmicos para gerar água quente para banheiros, máquinas de moldagem eficientes de última geração, uso de água da chuva para irrigação e veículos elétricos para transporte no local.

Fonte: ADS Comunicação Corporativa

Fonte: O Debate – Portal de Noticias