Casos de Sucesso: Ar Condicionado

Hospital Felício Rocho

Redução de Demanda (kW)

HP: 52      HFP: 59

Redução de Energia (kWh)

HP: 168.179      HFP: 1.207.640

Economia R$ 763.172,67

Casos de Sucesso: Iluminação

Hospital Felício Rocho

Redução de Demanda (kW)

HP: 54      HFP: 80

Redução de Energia (kWh)

HP: 277.351      HFP: 2.312.546

Economia R$ 1.328.215,03

Casos de Sucesso: Iluminação

Shopping Oiapoque

Redução de Demanda (kW)

HP: 0      HFP: 0

Redução de Energia (kWh)

HP: 0      HFP: 2.237.400

Economia R$ 1.827.033,68

Casos de Sucesso: Iluminação

AeC Contact Center

Redução de Demanda (kW)

HP: 13      HFP: 13

Redução de Energia (kWh)

HP: 66.748      HFP: 910.404

Economia R$ 523.152,68

Energia Solar está criando milhares de empregos no Bras

Somente este ano serão 4 mil novos postos de trabalho e até 2020 mais 110 mil.

Os números previstos são resultado do boom do setor que começou a se desenhar este ano e se intensificará em 2017, explica Rodolfo Meyer, diretor do Portal Solar.

"Temos três fatores que contribuem para isso: a alta na conta de luz, o barateamento dos equipamentos em função de avanço tecnológico e a queda do dólar", diz Rodolfo. Segundo ele, de janeiro para cá, aumentou o número de instalações de placas fotovoltaicas, e a quantidade de empresas do segmento cadastradas no Portal Solar dobrou de 700 para 1.400.

A área líder na perspectiva de criação de vagas é a geração compartilhada, no qual uma infraestrutura de captação de energia solar é instalada numa casa ou estabelecimento e ligada ao sistema nacional de energia elétrica. Só nesse modelo, a projeção é de pouco mais de 80 mil empregos, 75% relacionados a atividades técnicas. "As empresas que prestam esse tipo de serviço se caracterizam por serem locais, ou seja, esses empregos devem ser bem distribuídos ao redor de todo o país", conta o diretor do Portal.

Ainda, a geração centralizada e a indústria especializada devem ser responsáveis por entre 15 e 20 mil e 5 e 10 mil novos postos, respectivamente. A primeira diz respeito a grandes usinas de energia solar, cujo maior potencial de instalação fica no sertão nordestino; a segunda, a fábricas e demais empresas da cadeia produtiva, com grande demanda de mão de obra extremamente qualificada.

Fonte: Portal Solar e Pressworks 

Fonte: O Debate – Portal de Noticias