Casos de Sucesso: Iluminação

Hospital Felício Rocho

Redução de Demanda (kW)

HP: 54      HFP: 80

Redução de Energia (kWh)

HP: 270.067      HFP: 2.251.811

Economia R$ 1.501.123,48

Casos de Sucesso: Iluminação

AeC Contact Center

Redução de Demanda (kW)

HP: 13      HFP: 13

Redução de Energia (kWh)

HP: 64.831      HFP: 884.268

Economia R$ 439.309,46

Casos de Sucesso: Iluminação

Shopping Oiapoque

Redução de Demanda (kW)

HP: 0      HFP: 0

Redução de Energia (kWh)

HP: 0      HFP: 2.197.800

Economia R$ 1.527.620,81

Casos de Sucesso: Ar Condicionado

Hospital Felício Rocho

Redução de Demanda (kW)

HP: 52      HFP: 59

Redução de Energia (kWh)

HP: 162.615      HFP: 1.167.688

Economia R$ 859.818,05

Edifício certificado registra redução de 88% de energia

Em maio, o Brasil conhecerá o primeiro edifício a conquistar a certificação internacional LEED v4.

Localizado em Governador Valadares (MG), o edifício Espaço LarVerdeLar abriga a sede da Controle, empresa líder de combate de pragas urbanas na região, que já ocupa os ambientes sem precisar do uso de ar-condicionado para seus funcionários trabalharem em uma temperatura agradável.

Além disso, o edifício foi projetado para reduzir o uso de energia em 88% e o consumo de água em 74%. Durante as obras também houve uma preocupação especial com o meio ambiente, 94% dos resíduos gerados foram reutilizados ou reciclados, ou seja, apenas 6% foi destinado para o aterro sanitário.

“A certificação LEED® é um sistema internacional com orientações sustentáveis para construção e operação de edifícios. Trata-se de uma certificação utilizada em mais de 140 países e que em 2014 lançou sua quarta versão, a v4, com requisitos de sustentabilidade mais rigorosos que a versão anterior, a v2009. Até o momento o Espaço LarVerdeLar é o único edifício no Brasil a consquitar o LEED na versão 4.”, explica Vitor Tosetto, um dos sócios da LarVerdeLar, realizadora do projeto.

O Espaço LarVerdeLar obteve o certificado LEED v4 BD+C nível Gold com o somatório de 60 pontos alcançados pelo cumprimento de requisitos de sustentabilidade, organizados em nove categorias.

Na prática, investir em uma edificação certificada pela LEED v4 BD + C promove a melhora na segurança e saúde dos usuários, além do consequente aumento no conforto e bem-estar de quem lá vive. Para as empresas, estudos apontam aumento da produtividade entre os colaboradores, inclusão social e aumento do senso de comunidade, entre outros benefícios.

Para os investidores, a certificação agrega valor ao imóvel e a marca do empreendimento, além da consequente diminuição dos custos operacionais e de manutenção.

Fonte: Agência Cápsula

Fonte: O Debate – Portal de Noticias