Casos de Sucesso: Iluminação

Shopping Oiapoque

Redução de Demanda (kW)

HP: 0      HFP: 0

Redução de Energia (kWh)

HP: 0      HFP: 2.196.600

Economia R$ 1.526.786,73

Casos de Sucesso: Iluminação

Hospital Felício Rocho

Redução de Demanda (kW)

HP: 54      HFP: 80

Redução de Energia (kWh)

HP: 269.847      HFP: 2.249.971

Economia R$ 1.499.896,57

Casos de Sucesso: Iluminação

AeC Contact Center

Redução de Demanda (kW)

HP: 13      HFP: 13

Redução de Energia (kWh)

HP: 64.773      HFP: 883.476

Economia R$ 438.915,99

Casos de Sucesso: Ar Condicionado

Hospital Felício Rocho

Redução de Demanda (kW)

HP: 52      HFP: 59

Redução de Energia (kWh)

HP: 162.446      HFP: 1.166.477

Economia R$ 858.926,59

Deputado quer economizar energia abolindo o terno e gravata

O objetivo dessas ações é de reduzir o uso de ar-condicionado.

O deputado Alencar da Silveira Jr. protocolou um projeto de lei na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) que torna facultativo o uso terno e gravata durante o verão para os servidores dos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário.

Para o deputado, liberar os servidores dessa obrigação ajudará na economia de energia, já que não vai exigir tanto o uso de ar-condicionado nos órgãos públicos. Além disso, vai trazer um conforto maior para os trabalhadores, podendo impactar até no rendimento do trabalho.

O texto do projeto não permitirá a aplicação dessa lei para os deputados da atual legislatura. “Se aprovado, esse projeto só vai beneficiar os parlamentares do próximo mandato, para não aprovarmos uma lei em nosso próprio benefício”, afirmou Alencar.

No Japão, o governo está realizando uma campanha para convencer os funcionários de escritórios a abandonar o terno e a gravata durante o verão, convocando os políticos a incentivarem essa prática.

Fonte: O Debate – Portal de Noticias