Casos de Sucesso: Ar Condicionado

Hospital Felício Rocho

Redução de Demanda (kW)

HP: 52      HFP: 59

Redução de Energia (kWh)

HP: 147.694      HFP: 1.060.544

Economia R$ 780.923,39

Casos de Sucesso: Iluminação

Hospital Felício Rocho

Redução de Demanda (kW)

HP: 54      HFP: 80

Redução de Energia (kWh)

HP: 250.532      HFP: 2.088.930

Economia R$ 1.392.542,01

Casos de Sucesso: Iluminação

Shopping Oiapoque

Redução de Demanda (kW)

HP: 0      HFP: 0

Redução de Energia (kWh)

HP: 0      HFP: 2.091.600

Economia R$ 1.453.804,57

Casos de Sucesso: Iluminação

AeC Contact Center

Redução de Demanda (kW)

HP: 13      HFP: 13

Redução de Energia (kWh)

HP: 59.693      HFP: 814.176

Economia R$ 404.487,35

Falta de limpeza do ar-condicionado pode gerar multa para empresas

A multa em caso de falta de manutenção pode chegar a R$ 200 mil.

O Ministério da Saúde, através da Portaria 3.523/98, determinou um conjunto de regras voltado para garantir a qualidade do ar em ambientes climatizados. A orientação é para que empresas e condomínios contratem técnicos ou um estabelecimento especializado para realizar a limpeza do ar-condicionado periodicamente.

Depois, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou a Resolução 176/00, exigindo testes periódicos nos aparelhos de ar em locais público e coletivo. Esses testes devem ser feitos pela vigilância sanitária dos municípios para comprovar que o ar não está contaminado. A multa em caso de falta de manutenção pode chegar a R$ 200 mil.

“É muito importante que as empresas ou estabelecimentos sigam essas normas para garantir que a saúde das pessoas não seja comprometida por causa da falta de limpeza ou manutenção do aparelho de ar-condicionado”, explica o diretor e presidente da rede Doctor Frio, Abrão Barbosa.

Além dos cuidados com a parte interna do ar-condicionado, é importante ficar atento e não deixar que o reservatório do aparelho portátil fique cheio de água por muito tempo e lavar ele com frequência para evitar a proliferação do mosquito da dengue.
Além disto, segundo a empresa Eficiência Máxima Consultoria, a falta de limpeza também leva ao desperdício de energia elétrica porque a sujeira trava o motor e o sistema de refrigeração.

Fonte: ATITUDECOM e Doctor Frio

Fonte: O Debate – Portal de Noticias