Casos de Sucesso: Iluminação

AeC Contact Center

Redução de Demanda (kW)

HP: 13      HFP: 13

Redução de Energia (kWh)

HP: 50.141      HFP: 683.892

Economia R$ 339.761,51

Casos de Sucesso: Iluminação

Hospital Felício Rocho

Redução de Demanda (kW)

HP: 54      HFP: 80

Redução de Energia (kWh)

HP: 214.222      HFP: 1.786.173

Economia R$ 1.190.715,43

Casos de Sucesso: Iluminação

Shopping Oiapoque

Redução de Demanda (kW)

HP: 0      HFP: 0

Redução de Energia (kWh)

HP: 0      HFP: 1.894.200

Economia R$ 1.316.598,12

Casos de Sucesso: Ar Condicionado

Hospital Felício Rocho

Redução de Demanda (kW)

HP: 52      HFP: 59

Redução de Energia (kWh)

HP: 119.959      HFP: 861.389

Economia R$ 634.277,39

Como reduzir o consumo de energia de refrigeradores

Geladeiras têm parcela significativa nas contas de energia.

Geladeiras consomem até 25% da energia elétrica utilizada nas residências. Com o aumento das temperaturas nesta época do ano, também aumenta a demanda desses equipamentos. Por isso, a Cemig preparou algumas dicas para que os consumidores possam evitar o consumo desnecessário de eletricidade pelos refrigeradores.

De acordo com o técnico de Soluções Energéticas Frederico Stark Rezende, da Cemig, a economia começa na hora de posicionar a geladeira na cozinha. “O consumidor deve procurar um lugar ventilado, longe do fogão e da exposição solar. Deixe um espaço entre a parte traseira da geladeira e a parede, para que o ar possa circular”, orienta. A circulação de ar também é dificultada quando as prateleiras são forradas. Assim, essa é outra medida que deve ser evitada.

Os alimentos também devem ser organizados na geladeira: quanto mais fácil for encontrar o que se procura, menos tempo a geladeira ficará aberta. “É fundamental não ficar abrindo a geladeira toda hora. Isso atrapalha o resfriamento”, afirma Frederico Stark.

Limpar e fazer o degelo regularmente como recomenda o fabricante é outra medida que ajuda a diminuir o consumo de energia. O excesso de gelo e a disposição de alimentos ainda quentes no interior da geladeira forçam o equipamento e elevam o consumo eletricidade.

A manutenção da borracha de vedação da porta da geladeira não pode ser esquecida. “Para saber se está na hora da troca, deve-se colocar uma folha de papel entre a porta e a geladeira, fechar a porta e tentar retirar a folha. Se ela sair com facilidade, está na hora de trocar a borracha. O ideal é repetir o teste em vários pontos da porta da geladeira”, explica Frederico Stark.

Muita gente acredita que desligar a geladeira à noite e religar pela manhã traz economia de energia, mas isso não é o recomendado. Segundo o técnico da Cemig, quando for religado, o motor terá que trabalhar mais para a geladeira alcançar a temperatura de funcionamento normal, o que provocará o aumento no consumo de energia.

Frederico Stark alerta que secar roupas e calçados atrás da geladeira é uma prática errada e não deve ser feito de maneira alguma. “Além de aumentar o consumo, esse hábito envolve questões de segurança, pois roupas e calçados molhados aumentam o risco de choque elétrico”, finaliza.

Fonte: Cemig 

Fonte: O Debate – Portal de Noticias