Casos de Sucesso: Iluminação

Hospital Felício Rocho

Redução de Demanda (kW)

HP: 54      HFP: 80

Redução de Energia (kWh)

HP: 229.894      HFP: 1.916.846

Economia R$ 1.277.825,99

Casos de Sucesso: Ar Condicionado

Hospital Felício Rocho

Redução de Demanda (kW)

HP: 52      HFP: 59

Redução de Energia (kWh)

HP: 131.930      HFP: 947.347

Economia R$ 697.571,41

Casos de Sucesso: Iluminação

AeC Contact Center

Redução de Demanda (kW)

HP: 13      HFP: 13

Redução de Energia (kWh)

HP: 54.263      HFP: 740.124

Economia R$ 367.697,89

Casos de Sucesso: Iluminação

Shopping Oiapoque

Redução de Demanda (kW)

HP: 0      HFP: 0

Redução de Energia (kWh)

HP: 0      HFP: 1.979.400

Economia R$ 1.375.817,93

Bombeamento de água com energia solar gera economia no Espírito Santo

As bombas solares têm sido uma alternativa viável para obtenção de água para agricultores da região de Itapemirim.

Os produtores rurais, que antes sofriam com o tempo constantemente seco, hoje possuem água em abundância, graças a essa solução criada pela Anauger. O acesso à tecnologia foi concedido por meio de um projeto da Secretaria de Agricultura de Itapemirim, através de um cadastro e análise de situação dos agricultores e pecuaristas.

Os agricultores interessados fazem um cadastro junto à Secretaria de Agricultura e, após análise da necessidade e situação, é feita a doação de um kit do sistema anauger solar (com placa fotovoltaica, bomba e driver).

O secretário de agricultura de Itapemirim, Luciano Henriques, conta que a ideia do projeto veio de uma necessidade da região. “A população sofreu muito com a seca no ano passado e, diante da demanda, começamos a buscar alternativas para ajudar os agricultores. E, pelo fato de a energia também ter encarecido, achamos as placas fotovoltaicas a solução perfeita”, diz Henriques.

Para Marco Aurélio Gimenez, diretor comercial da Anauger, “é uma grande oportunidade de levar a força da tecnologia fotovoltaica a trabalhadores que precisam muito desse recurso”.

A Anauger é uma empresa líder na fabricação de bombas submersas vibratórias, cujas atividades tiveram início em 1967. Empresa 100% nacional e de capital fechado, seus produtos estão presentes em mais de vinte Países.

Fonte: DFpress Comunicação Corporativa

Fonte: O Debate – Portal de Noticias